Tendências e-commerce que impulsionarão as vendas em 2019

Tendências e-commerce que impulsionarão as vendas em 2019

Agora com as compras online cada vez mais acessíveis, os consumidores tornam se mais difíceis de agradar e acham que as suas expetativas devem ser sempre atingidas. Ter uma versão online da sua loja física já não é o suficiente, porque eles esperam ter uma experiência interativa, imersiva e agradável. É esperado que as tendências de e-commerce continuem a mudar, satisfazendo os gostos e os desejos dos consumidores. Aqui ficam 3 das tendências que se esperam para 2019:

1. Visão interativa do produto

A melhor forma dos comerciantes e marketeers apresentarem os seus produtos aos consumidores são através de uma visualização esclarecedora e pormenorizada, ou seja, para tomarem uma decisão de compra tem de conhecer cada detalhe do produto. Para isso, é necessário imagens de alta qualidade de produtos exibidos e com maior detalhe, especialmente no segmento de luxo.

Mesmo assim, depois de implementar o zoom e garantir que as fotos tenham qualidade suficiente para suportar a ampliação e não demorarem a ser carregadas (o que muitas vezes pode resultar numa taxa de desistência de 39%). Ultimamente tem surgido imagens 3D, apesar de não criar uma experiência única online consegue transmitir uma melhor perceção do produto, fazendo com que o cliente decifre melhor as texturas, relevos, qualidade, etc.

Resumindo, uma combinação de 3D, zoom contínuo e algumas opções de configurações, as compras online tornar-se-ão experiências futurísticas e provavelmente irão exceder expectativas em 2019.

2. Soluções de Inteligência Artificial

Não há dúvidas de que o futuro do comércio online passa pela inteligência artificial, isto porque para impulsionar as vendas e interatividade dos consumidores, online, terão de surgir mais avatars 3D e consultores de moda virtuais. Existem alguns exemplos, já funcionais, Echo Look da Amazon que, com ajuda de programas, passam por analisar a roupa, através de algoritmos e estatísticas de estilistas que nos dá um resultado do que procuramos; e a Net-a-Porter, uma loja virtual que oferece design fashion, que tem experimentado uma tecnologia que passa por analisar todos os utilizadores para viagens e eventos planeados e que oferece opções de estilo ad hoc.

Falando um pouco de uma perspetiva de marketing, tudo isto fará com que as métricas mensuráveis passem a ser maiores que nunca. A taxa de conversão, o tráfego do website e os níveis de envolvimento/interação passem a ser guias importantes para perceber os interesses do cliente e o posicionamento do produto. E com o acesso ao novo tipo de informação os comerciantes conseguirão rastrear melhor os seus stocks e o interesse que os seus clientes têm. Tendo em conta as expectativas crescentes do consumidor, o “em breve” passará a ser o agora.

3. Renascimento de Lojas Físicas

Quando falamos em lojas físicas podemos achar que é algo do passado mas, hoje em dia, existem cada vez mais comerciantes a experimentarem novas tecnologias, dentro das lojas, que podem criar novas experiências aos seus clientes, um dos exemplos são os quiosques interativos, cada vez mais presentes nas lojas, que conseguem apresentar uma variedade de produtos oferecidos pelas marcas através de histórias que passam em formato digital, vídeos, ou produtos em 3D, dando uma melhor visualização do produto ao cliente. Podemos então dizer que o ecommerce passará pelas lojas físicas porque, não só pelo que foi referido acima, mas como existirão produtos diferentes dos disponibilizados online podendo ser adquiridos em loja e enviados para casa.

Tudo isto se tornará um complemento, porque a visualização pormenorizada do produto aliada à inteligência artificial, fará com que se crie caminhos para inovações e experiências satisfatórias do cliente e tudo através de uma estratégia de negócios holística.

fonte: https://www.ecommercetimes.com/story/Top-3-E-Commerce-Trends-That-Will-Drive-Sales-in-2019-85620.html